Paloma Bernadi

0 Flares 0 Flares ×

Por Lalá Noleto

‘’Com o ritmo intenso de gravações, está difícil praticar exercícios físicos (rs)… Sou muito ligada à dança. Sou bailarina. Esse é o meu “esporte”. Uma das coisas que mais gosto de fazer é comer… Porém, procuro manter uma alimentação balanceada. Alimentos coloridos, grelhados e muita fruta, tudo, sem faltar o maravilhoso arroz com feijão. Não sigo uma dieta e sim uma opção natural de me alimentar saudavelmente, acabo tendo um cardápio muito variado mas, como sou filha de Deus (rs), de vez em quando, me libero para um Mc Donald’s (rs). Evito toda a linha de fast foods… É gostoso mas evito. E, não resisto ao feijão. Adoro! Chás, cereais e vitaminas, faz parte da minha rotina diária.’’

Comentário da nutricionista Cinara Carvalho:

‘’Dançar é uma forma de desenvolver flexibilidade, agilidade, além de estimular a coordenação motora, Paloma é daquelas pessoas que não são muito adeptas à malhação, mas dançar é uma forma de se exercitar e de quebra emagrecer! E para se ter saúde e bem-estar, nada melhor que uma alimentação balanceada, prevenindo desta maneira diversos males decorrentes da má alimentação como colesterol elevado, triglicérides e diabetes, o que ajuda a manter a forma, garantindo longevidade e disposição para enfrentar a rotina do dia-a-dia. Os alimentos coloridos são fortes aliados protegem o organismo de certas doenças, devido às propriedades dos pigmentos, cada cor representa um nutriente com propriedades específicas, sendo o ideal consumir cinco porções por dia, uma de cada cor, fortalecendo dessa forma o sistema imunológico! Já o tradicional arroz com feijão são fontes ricas de carboidratos, proteínas, sais minerais, vitaminas e fibras. O que falta em um, o outro fornece e, assim, se completam. O arroz é pobre no aminoácido lisina, que é encontrado em abundância no feijão. Já o aminoácido metionina é pobre no feijão, mas tem de sobra no arroz. Além disso, a dupla também equilibra o índice glicêmico.

Visitas esporádicas a um fast food, não faz mal. O que pode resultar em problemas de saúde é o excesso decorrente de visitas frequentes aliadas aos maus hábitos alimentares das pessoas. Se você toma um bom café da manhã, tem um almoço e um jantar bem equilibrados, não há nenhum risco em lanchar, eventualmente, num fast food.’’

Cinara da Silva Carvalho | CRN1-3473 | Nutricionista
Leia mais: Revista Contigo


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email 0 0 Flares ×

Postagens Relacionadas