Páscoa, momento doce do ano: chocolate pode ser saudável!

0 Flares 0 Flares ×

Confraternizar com a família um dos momentos mais doces do ano é sem dúvidas além de saboroso, especial. Mas deixar de lado as conquistas na reeducação alimentar alcançadas ao longo do ano para correr atrás do prejuízo depois será que é a melhor estratégia? Acredito que não, afinal durante todo o ano têm-se comemorações. Nos últimos meses passamos por natal, réveillon, férias e carnaval, em poucos dias teremos a páscoa, ou seja, passamos o ano todo cercados por comemorações e muitas vezes regadas com cardápios nada leves.

Nesta época doce do ano comemoramos a páscoa, vasta quantidade de marcas de ovos de chocolate é encontrada nos supermercados, com diversos sabores, formatos e recheios o que atrai os olhos do consumidor que não se contenta em consumir pequenas quantidades, e claro, o excesso pode levar ao ganho peso. 

Se puder escolher o ovo de chocolate ou o chocolate, prefira o amargo que contenha mais de 70% de cacau, estes são ricos em catequina, fitonutriente da família dos polifenóis que tem forte ação antioxidante, apresentando dessa forma propriedades que atuam de forma benéfica em algumas doenças como a diabetes mellitus tipo1, as cardiopatias, as infecções virais, as inflamações em doenças degenerativas ou mesmo o cancro e o envelhecimento, além disso, contém teobromina, fitoquímico vasodilator que tem menos impacto no sistema nervoso central e estimula o coração em maior grau.

Os ovos de chocolate branco e chocolates brancos, estes devem ser evitados uma vez que a composição basicamente é manteiga de cacau e gordura hidrogenada e a composição da manteiga de cacau praticamente é gordura saturada, gordura que está diretamente relacionada com o aumento de aterosclerose e o desenvolvimento das doenças do coração, enquanto que a gordura hidrogenada, esta obtida através da hidrogenação industrial de óleos vegetais (que são líquidos à temperatura ambiente), formando uma gordura de consistência mais firme, o seu consumo pode causar aumento do colesterol total e do colesterol ruim (LDL) e consequentemente redução dos níveis de colesterol bom (HDL).

Escolher o que é saudável neste momento se torna essencial, fique de olhos bem abertos na lista dos ingredientes encontrada nos rótulos e embalagens, não esquecendo que o cacau é o ingrediente mais importante, corra daqueles que são ricos em açúcares e manteiga. Se encontrares com castanha, também será uma boa opção afinal as castanhas são boas fontes de gordura de boa qualidade, gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas, fundamentais para o funcionamento do organismo. Essas gorduras possuem ação antioxidante, diminuem o colesterol e evitam formação de placas de gordura no sangue, são ricas em vitaminas e minerais como o zinco, o selênio e o fósforo, juntamente com os compostos do chocolate. Evite ainda aqueles recheados com cremes e trufas, estes são ricos em gordura e açúcar.

Na hora de deliciar, quebre o ovo de chocolate em pedaços pequenos e divida com os familiares e amigos, o restante guarde em um potinho, assim você evita come-lo de uma só vez e consome apenas um pequeno pedaço ao dia.

Apesar das boas notícias em relação ao chocolate amargo – 70% cacau, não se esbalde comendo somente ele, os chocolates também são ricos em açúcar e gordura saturada, que contribuem para o aumento do peso e dos níveis de colesterol. Manter a parcimônia é o segredo.

Feliz Páscoa!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email 0 0 Flares ×

Postagens Relacionadas