Aprendendo a escutar o cliente

0 Flares 0 Flares ×

Atualmente fala- se muito sobre a necessidade de ouvir o cliente, na realidade não precisamos ouvir o cliente e sim escuta- lo.
Ouvir é uma ação passiva faz parte dos nossos cinco sentidos, já escutar significa perceber os sons pelo sentido da audição, é uma ação ativa que requer foco, e aí que entra o grande diferencial ao lidar com seu paciente.

As pessoas estão desaprendendo a escutar, como disse certa vez a jornalista Leila Ferreira, existem muitos cursos de oratória, mas nunca cursos de escutatória, escutar é uma arte, muitas vezes quando um amigo nos conta um problema não é esperando que possamos resolvê-lo, mas sim no intuito de desabafar e buscar uma visão mais ampla sobre a questão.

Seu paciente, apesar da relação profissional não deseja ser ouvido, deseja ser escutado, está confiando a você relatos do que o incomoda física e esteticamente, quer ter um maior conhecimento e buscar soluções, por isso sai na frente o profissional que desenvolve este habito.

Vemos muitos profissionais reclamarem do mercado, mas já parou para perceber que para alguns nunca faltam clientes? 

Não é simplesmente a competência técnica, mas sim a competência emocional em saber lidar com o paciente, entender seus anseios, trata- lo com gentileza e cortesia, durante aquele momento sua atenção está totalmente voltada para escutá-lo e fazer com que ele saia com a certeza de que foi atendido da melhor maneira possível.

A primeira consulta do paciente em seu consultório é sua grande oportunidade de encanta-lo através de sua postura, afinal na maioria das vezes a primeira impressão é a que fica.

 

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email 0 0 Flares ×

Postagens Relacionadas